dia 973 – um ano sem (desafios para 2014)

Feliz 2014!!!

Apesar de eu não ser das pessoas que mais significado dá ao novo ano (gosto mais da ideia de viver em continuo, esquecendo-me inclusive, por vezes, de quantos anos tenho…), acho que esta mudança é uma boa altura para reflectir.

Este ano, inspirado pelo Leo Babauta, na sua iniciativa A Year of Living Without decidi lançar a mim mesmo um desafio semelhante, com o objectivo de colocar em causa algumas coisas que faço ou que não faço.

A minha lista envolve temas relacionados com dieta e estilo de vida. No fim de cada mês darei feedback sobre os resultados. Quase todas as alterações têm potencial para se tornarem permanentes.

Estas são as minhas intenções actuais. Podem ser modificadas ao longo do ano caso encontre questões mais relevantes.

Janeiro, Fazer Exercício Físico – Nunca fiz exercício físico de uma forma consistente durante um período de tempo significativo. Vou fazer um workout of the day (WOD), todos os dias, com pelo menos 15 minutos de duração. Para evitar esgotamento físico, uma vez que continuo a ir de bicicleta para o trabalho, às segundas-feiras não faço nenhum WOD.

Fevereiro, Dormir 8 Horas – Conjugada com o anterior, tenho esperança que este hábito tenha um impacto grande a todos os níveis. Todos os dias, pelo menos 8h na caminha, em oposição às atuais 6h em média que durmo agora.

Março, Ler no Telemóvel / Computador – Uma vez que parte do meu percurso para o trabalho é feito em transportes públicos, uso esse tempo para ler. Até iniciar a utilização da bicicleta, estava a ler bastantes livros (utilizando o Kindle nos últimos tempos). Deste então, como não é tão prático transportar o Kindle ou um livro no bolso do casaco / calças, tenho lido principalmente artigos de blogs usando o telemóvel. Substituir por: ler livros.

Abril, Lacticínios – Não tenho qualquer tipo de intolerância a lacticínios e como queijo curado (em snacks) e iogurtes de cabra e ovelha (ao pequeno-almoço) varias vezes por semana. Vou excluir da dieta e ao fim de 30 dias voltar a consumir para ver o impacto. Substituir por: ovos, frutos secos, carne seca.

Maio, Facebook – Não sou grande utilizador desta rede social mas dou por mim a usá-la mais do que devia. Ando há alguns meses a pensar cancelar a conta. Nestes 30 dias não vou usar para averiguar o impacto. Substituir por: brincar com a Inês, conversar mais com a Vânia, fazer flexões.

Junho, Café – O meu consumo é claramente excessivo, rondando os 5 cafés diários (quando não são 6…). Consequência, quando não bebo tenho dores de cabeça. Esta “dependência” não é positiva e neste mês vou tentar livrar-me dela. Substituir por: chá e infusões de ervas.

Julho, Internet no Telefone – Nada de e-mails, “Facebooks” ou ler blogs no telemóvel. Uma oportunidade de ouro para desligar da tecnologia. A única excepção poderá ser o Instagram visto que estou a utilizar esta ferramenta social para registar o que como. Substituir por: ler livros, brincar com a Inês, conversar mais com a Vânia, fazer flexões.

Agosto, Açúcar / Doces / Chocolate – Sou um consumidor compulsivo de chocolate negro (> 85% cacau). Despacho facilmente uma a duas barras de 100 gramas por semana. Neste mês, zero de chocolate ou qualquer outro tipo de doces. Substituir por: fruta, fruta desidratada, vegetais.

Setembro, Glúten – Apesar do meu consumo de alimentos com glúten ser reduzido, não é ou nunca foi a 100%. Esta a minha aposta para tirar as teimas relativamente a uma alergia e a um pequeno e localizado problema de pele que têm melhorado bastante mas que teimam em não desaparecer. Este hábito tem potencial para se alargar durante vários meses e de começar mais cedo. Substituir por: fruta, vegetais, chocolate negro.

Outubro, Frutos Secos – “Frutos secos? Mas isso não faz parte da base da dieta?”. Sim, faz. Mas nunca comi tantos frutos secos em tanta variedade como agora. Vou desligar durante um mês. Substituir por: comer menos, vegetais, saladas.

Novembro, Comida Processada – Não consumir nada que seja processado. Substituir pornutrição em 100 palavras.

Dezembro, Notícias do Mundo – Desde que li o livro 4 hour work week que fiquei a pensar nisto: “qual é o verdadeiro impacto na minha vida do consumo de notícias?”. Neste mês vou fazer uma “dieta” de informação. Substituir por: ler livros, brincar com a Inês, conversar mais com a Vânia, fazer flexões.

PS: WOD de ontem, 50 flexões de joelhos, 100 abdominais e 150 agachamentos, feitos em 18 minutos enquanto as mulheres da casa dormiam a sesta e a ver o AVATAR.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *